Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2020–21

A Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2020–21 foi a 66ª edição da decisão da principal competição de clubes da Europa e a 29ª final desde que a competição deixou de ser chamada Copa dos Clubes Campeões Europeus e passou a chamar-se Liga dos Campeões da UEFA.

Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2020–21
Final da UEFA Champions League 2021.png
Evento Liga dos Campeões da UEFA de 2020–21
Data 29 de maio de 2021
Local Estádio do Dragão, Porto
Árbitro EspanhaESP Antonio Mateu Lahoz[1]
Público 14 110[2]

O Chelsea, vencedor da Liga dos Campeões de 2020–21[3] ganhará o direito de jogar a Supercopa da UEFA de 2021 contra a equipe vencedora da Liga Europa de 2020–21, o Villarreal.

O clube inglês também se qualificará a Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2021 como representante da UEFA.

Escolha da SedeEditar

Um concurso aberto foi lançado em 22 de setembro de 2017 pela UEFA para selecionar os locais das finais da Liga dos Campeões da UEFA, Liga Europa e Liga dos Campeões da UEFA Feminino em 2020. As federações tinham até 31 de outubro de 2017 para manifestar interesse e dossiês de candidatura deve ser apresentado até 1 de março de 2018. Não foi permitido as federações anfitriãs de jogos da Eurocopa de 2020 participar do processo seletivo da sede.

A UEFA anunciou em 24 de maio de 2017 que duas associações expressaram interesse em receber a final.[4] E em 3 de novembro de 2017 a UEFA confirmou oficialmente as duas associações concorrentes para receber a final.[5]

País Estádio Cidade Capacidade Notas
  Portugal Estádio da Luz Lisboa 65 647 Sediou a Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2013-14
  Turquia Estádio Olímpico Atatürk Istambul 76 092 Sediou a Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2004-05

O Estádio Olímpico Atatürk foi selecionado pelo Comitê Executivo da UEFA durante sua reunião em Kiev, em 24 de maio de 2018, mas devido a Pandemia de COVID-19 no mundo em 17 de junho de 2020, o Comité Executivo da UEFA escolheu o Estádio da Luz para sediar a final em 2020, repassando Istambul para 2021.[6]

Mudança para PortoEditar

Devido à pandemia de COVID-19 na Turquia, o Aston Villa ofereceu o seu estádio Villa Park em Birmingham como sede da final da Liga dos Campeões em vez de Istambul, para abrigar 8 000 torcedores ingleses, que poderiam ser afetados por limitações de viagens.[7]

Porém, no dia 13 de maio de 2021, a UEFA anunciou que a final foi transferida para o Estádio do Dragão no Porto, Portugal.[8]

Caminho até a finalEditar

Nota: Em todos os resultados abaixo, os gols dos finalistas é dado primeiro (C: casa; F: fora).

  Manchester City Fase   Chelsea
Oponente Resultado Fase de grupos Oponente Resultado
  Porto 3–1 (C) 1ª rodada   Sevilla 0–0 (C)
  Olympique de Marseille 3–0 (F) 2ª rodada   Krasnodar 4–0 (F)
  Olympiakos 3–0 (C) 3ª rodada   Rennes 3–0 (C)
  Olympiakos 1–0 (F) 4ª rodada   Rennes 2–1 (F)
  Porto 0–0 (F) 5ª rodada   Sevilla 4–0 (F)
  Olympique de Marseille 3–0 (C) 6ª rodada   Krasnodar 1–1 (C)
Pos. Equipe Pts
1   Manchester City 16
2   Porto 13
3   Olympiakos 3
4   Olympique de Marseille 3
Fonte:
Classificação final
Pos. Equipe Pts
1   Chelsea 14
2   Sevilla 13
3   Krasnodar 5
4   Rennes 1
Fonte:
Oponente Agr. Ida Volta Fase final Oponente Agr. Ida Volta
  Borussia Mönchengladbach 4–0 2–0 (F) 2–0 (C) Oitavas de final   Atlético de Madrid 3–0 1–0 (F) 2–0 (C)
  Borussia Dortmund 4–2 2–1 (C) 2–1 (F) Quartas de final   Porto 2–1 2–0 (F) 0–1 (C)
  Paris Saint-Germain 4–1 2–1 (F) 2–0 (C) Semifinais   Real Madrid 3–1 1–1 (F) 2–0 (C)

PartidaEditar

DetalhesEditar

A equipe "mandante" (por fins administrativos) foi determinada por um sorteio adicional após os sorteio das quartas de final.

29 de maio de 2021 Manchester City   0 – 1   Chelsea Estádio do Dragão, Porto
20:00 (UTC+1)
Relatório Havertz   42' Público: 14 110
Árbitro:  ESP Antonio Mateu Lahoz
     
 
 
Man. City
     
 
 
Chelsea
GK 31   Ederson
RB 2   Kyle Walker
CB 5   John Stones
CB 3   Rúben Dias
LB 11   Oleksandr Zinchenko
CM 20   Bernardo Silva   64'
CM 8   İlkay Gündoğan   35'
CM 47   Phil Foden
AM 17   Kevin De Bruyne (c)   60'
CF 26   Riyad Mahrez
CF 7   Raheem Sterling   77'
Substitutos:
GK 13   Zack Steffen
GK 33   Scott Carson
DF 6   Nathan Aké
DF 14   Aymeric Laporte
DF 22   Benjamin Mendy
DF 27   João Cancelo
DF 50   Eric García
MF 16   Rodri
MF 25   Fernandinho   64'
FW 9   Gabriel Jesus   88'   60'
FW 10   Sergio Agüero   77'
FW 21   Ferran Torres
Treinador:
  Pep Guardiola
 
GK 16   Édouard Mendy
CB 28   César Azpilicueta (c)
CB 6   Thiago Silva   39'
CB 2   Antonio Rüdiger   57'
RWB 24   Reece James
LWB 21   Ben Chilwell
CM 5   Jorginho
CM 7   N'Golo Kanté
RW 29   Kai Havertz
LW 19   Mason Mount   80'
CF 11   Timo Werner   66'
Substitutos:
GK 1   Kepa Arrizabalaga
GK 13   Willy Caballero
DF 3   Marcos Alonso
DF 4   Andreas Christensen   39'
DF 15   Kurt Zouma
DF 33   Emerson
MF 10   Christian Pulisic   66'
MF 17   Mateo Kovačić   80'
MF 20   Callum Hudson-Odoi
MF 22   Hakim Ziyech
MF 23   Billy Gilmour
FW 18   Olivier Giroud
Treinador:
  Thomas Tuchel

Homem da Partida:
N'Golo Kanté (Chelsea)

Assistentes:
  Pau Cebrián Devis
  Roberto Díaz Pérez del Palomar
Quarto árbitro:
  Carlos del Cerro Grande
Árbitro assistente de vídeo:
  Alejandro José Hernández Hernández
Assistentes do árbitro assistente de vídeo:
  Juan Martínez Munuera
  Íñigo Prieto López de Cerain
Árbitro assistente de vídeo para impedimentos:
  Paweł Gil


Regulamento

  • 90 minutos.
  • 30 minutos de prorrogação caso haja empate no tempo normal.
  • Persistindo o empate, o vencedor será decidido nas penalidades máximas.
  • Doze jogadores substitutos.
  • Máximo de cinco substituições, com três pausas no jogo. Uma sexta substituição sendo permitida em caso de prorrogação.

Referências

  1. UEFA (12 de maio de 2021). «Referee teams appointed for UEFA Champions League and UEFA Europa League finals». UEFA.com. Consultado em 12 de maio de 2021 
  2. UEFA. «Full Time Report» (PDF) (em inglês). Consultado em 2 de junho de 2021 
  3. «Man. City 0–1 Chelsea: Havertz gives Blues second Champions League triumph». UEFA.com. Union of European Football Associations. 29 de maio de 2021. Consultado em 31 de maio de 2021 
  4. gazetaesportiva.com. «Istambul e Lisboa brigam para receber final da Champions em 2020». Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  5. UEFA.com. «Luz candidata à final da Champions em 2020, Dragão a da Liga Europa». Consultado em 3 de novembro de 2017 
  6. uefa.com. «UEFA competitions to resume in August» (em inglês). Consultado em 17 de junho de 2020 
  7. «Champions League: Aston Villa to offer Villa Park for Manchester City v Chelsea final» (em inglês). 6 de maio de 2021 
  8. «UEFA Champions League final to move to Portugal to allow 6,000 fans of each team to attend» (em inglês). 13 de maio de 2021